Intercâmbio I e II

 

PROCEDIMENTOS E DOCUMENTOS REFERENTES À

INTERCÂMBIO I E II

 

 

O Intercâmbio é uma atividade curricular optativa que um aluno pode desejar fazer ao longo do curso para complementar sua formação.

 

De acordo com a resolução 007/CUn/99, os seguintes requisitos são necessários para um aluno poder participar de um Programa de Intercâmbio, no caso, para Intercâmbio I:

- estar regularmente matriculado no curso;

- ter integralizado pelo menos 40% do curso;

- apresentar bom rendimento acadêmico, segundo critérios do Colegiado do curso;

- ter plano de atividades acadêmicas (PAE) definidas e aprovadas pelo Colegiado do curso.

 

O intercâmbio poderá ser feito numa Instituições de Ensino Superior, em agências de Fomento, Centros de Pesquisa ou entidades semelhantes, localizadas no exterior. A instituição deve ter um acordo de cooperação com a UFSC/SINTER. No site da SINTER (http://sinter.ufsc.br/convenios/instituicoes-conveniadas) há a relação completa das universidades conveniadas.

 

Serão consideradas atividades de intercâmbio, passíveis de aproveitamento curricular e a serem supervisionadas por tutor da instituição anfitriã, apenas aquelas de natureza acadêmica, como cursos, estágios e pesquisas que visem ao aprimoramento da formação do aluno (Resolução Normativa nº 007/CUn/99, artigo 2.).

 

As disciplinas a serem cursadas nessa universidade no exterior devem ser relacionadas com a natureza do curso de Engenharia de Controle e Automação da UFSC, especialmente para fins de posterior possibilidade de equivalência com disciplinas do curso.

 

O intercâmbio não tem uma carga mínima de horas de atividades e disciplinas. A recomendação é fazer aquilo que é “normal” na universidade de acolhida. Por exemplo, no caso da Europa, o “normal” (e não o mínimo) são 30 ECTS por semestre.

 

O intercâmbio pode ser realizado duas vezes ao longo do curso, através de matrícula nas disciplinas Intercâmbio I (DAS5931) e Intercâmbio II (DAS5932). O aluno que excepcionalmente desejar fazer mais um intercâmbio além desses dois, deve se matricular novamente em Intercâmbio II, esclarecendo, todavia, esta situação na SINTER e na Coordenadoria de Curso.

 

Deve ser o aluno a fazer a matrícula em Intercâmbio I e/ou II. Porém, isto só tem como ser feito via formulário próprio e junto à Coordenadoria do ECA, que é quem efetivamente matricula o aluno no sistema (ver abaixo instruções detalhadas, nos passos 5 e 6).

 

A disciplina Intercâmbio II pode ser feita desde que já tenha feito a de Intercâmbio I. Neste caso, um novo plano de trabalho deve ser apreciado e aprovado pelo coordenador do curso, enviado através de e-mail (assumindo que o aluno se encontra fora do país).

 

No caso do aluno desejar fazer um intercâmbio de 1 ano (12 meses / 2 semestres), é necessário que elabore dois PAEs, igualmente a serem aprovados no Colegiado do curso. Ainda neste caso, o aluno deverá realizar suas atividades numa mesma universidade.

 

No intercâmbio, o usual é o aluno cursar apenas disciplinas. Porém, conforme o interesse do aluno, ele poderá mesclar o fazer disciplinas com algum estágio prático (mas desde que áreas afins ao ECA). Se o aluno desejar posteriormente usar essa parte prática para posterior validação da disciplina de estágio obrigatório, ele deverá desde o início seguir os requisitos de estágio, tais como ter orientador formal no local e na UFSC, carga horária compatível, etc., conforme descrito no item abaixo “SOBRE CONCEITOS, REVALIDAÇÃO DE DISCIPLINAS E DE ATIVIDADES”).

 

No caso do aluno desejar fazer apenas um estágio prático, i.e. sem nenhuma disciplina por cursar, a orientação é que se matricule em Estágio Obrigatório ao invés de Intercâmbio, pois assim poderá tentar validar. Se o aluno já tiver feito Estágio Obrigatório ele poderá, se desejar, se matricular novamente e usar este estágio (e posterior conceito / avaliação) como tal. Para tal, deverá encarar a atividade como se fosse um Estágio Obrigatório no Exterior (ver Procedimentos específicos). Caso o aluno não deseje substituir o estágio anterior por este, precisará obrigatoriamente ter o aval do Coordenador do Curso, que avaliará o caso e, se aprovado, providenciará a matrícula na disciplina de Intercâmbio. Ao final disso, ao invés de escrever o relatório de estágio nos moldes do estágio obrigatório, o aluno deverá apenas fazer o RAENO, via site do SIARE.

 

O afastamento associado ao intercâmbio é computado no prazo de integralização do curso.

 

 

COMO PROCEDER ?

 

Antes do Intercâmbio

1-        Aluno pesquisa e escolhe uma universidade onde deseja realizar o intercâmbio.

2-        Aluno se inscreve na SINTER.

(www.sinter.ufsc.br) e click no link “Intercâmbio Acadêmico Estudantes UFSC” e em “Inscrição Online para estudantes da UFSC”. Selecione a opção “Aluno de Graduação” e entre com o seu login e senha da UFSC. Selecione a opção “Nova Candidatura” e, depois, no Tipo de Intercâmbio, opte por “Programa de Intercâmbio Acadêmico UFSC”. Escolha a universidade de destino (as universidades disponíveis nessa inscrição online possuem convênios ativos com a UFSC).

3-        Informação de inscrição fica disponibilizada ao Coordenador de Curso, que avalia o cumprimento dos pré-requisitos para o aluno poder se matricular na disciplina.

4-        Caso aprovado, aluno deve preparar os seguintes documentos e *obrigatoriamente* leva-los ao Coordenador de Curso: i) Carta de Motivação (na língua portuguesa); e ii) Plano de Estudos (o plano de estágio quando não envolver disciplinas, ou uma análise das disciplinas oferecidas pela universidade estrangeira nas áreas relacionadas ao CAECA, a lista das que deseja cursar ou acha que podem ser interessantes, as suas ementas e cargas horárias, as validações pretendidas, e plano de estágio se eventualmente pretender usar o período de Intercâmbio para a realização de Estágio);

5-        Aluno faz matrícula na disciplina DAS5931 (Intercâmbio I). Para tal, deverá preencher formulário próprio obtido no link Procedimentos da página do ECA (ou diretamente no link http://www.das.ufsc.br/~rabelo/Outros/Requerimento_Matricula_Intercambio.rtf) e entregar na secretaria do curso, juntamente com outros documentos (descritos no requerimento), dependendo do caso. O processo é analisado e, caso aprovado, a própria secretaria de curso do ECA faz a matrícula no sistema. Não é possível o aluno por si só tentar se matricular, pois esta disciplina não aparece como oferecida no sistema. Aluno deve prestar atenção nas datas de matrícula, que seguem o calendário escolar da UFSC.

6-        O mesmo em se tratando de matrícula na disciplina DAS5932 (Intercâmbio II). Porém, neste caso o aluno estará no exterior. Assim, o aluno, e novamente observando o calendário de matrículas da UFSC, deve enviar por email uma mensagem para a secretaria de curso do ECA (rodrigo@das.ufsc.br) confirmando sua permanência na universidade do exterior no segundo semestre para que então a coordenadoria faça a matrícula. Nesse email ele deve anexar o requerimento de matrícula em Intercâmbio II.

7-        Caso aprovado pelo Coordenador do Curso, aluno deve enviar os documentos à SINTER, que se considerar que está tudo ok, os envia à universidade estrangeira.

8-        SINTER recebe da universidade estrangeira comunicação caso e quando o aluno for aceite.

9-        SINTER comunica aluno do aceite. Caso a universidade estrangeira envie a carta de aceite diretamente para o aluno, este deve entregar uma cópia à SINTER.

10-    Aluno deve entregar uma cópia da carta de aceite ao Coordenador de Intercâmbios do ECA.

11-    Aluno providencia seguro de saúde, e encaminha cópia à SINTER.

12-    Aluno providencia Visto para o País da universidade estrangeira.

 

Durante o Intercâmbio

13-    Aluno deve fazer upload no site da SINTER (no sistema online de inscrição) do comprovante oficial de chegada (proof of arrival, expedido pela universidade local), escaneado em pdf, assim que chegar na universidade no exterior. Portanto, o DAS não precisa receber este documento.

14-    SINTER encaminha comprovante ao DAE, que matricula o estudante na disciplina DAS5931 (Intercâmbio I). Portanto, somente a partir deste momento o Intercâmbio fica regular e oficializado.

15-    Dado que o Intercâmbio pode ter um período de 1 ano, a própria SINTER, junto com o DAE, gerenciam o processo de matrícula na disciplina DAS5932 (Intercâmbio II).

 

Após o Intercâmbio

16-    Ao deixar a universidade estrangeira, o aluno deve enviar à SINTER e ao Coordenador de Intercâmbios do ECA o comprovante oficial de saída (proof of departure, expedido pela universidade local). Fazer upload do comprovante no site da SINTER (no sistema online de inscrição).

17-    De volta do Intercâmbio, o aluno deve levar ao DAE e ao Coordenador de Intercâmbios do ECA: i) certificado com as notas (este documento deve ser também enviado à SINTER); ii)  plano de estudos / Learning Agreement (carimbado e/ou assinado) onde constam as disciplinas que o aluno realmente se matriculou e cursou na universidade estrangeira. Se a universidade estrangeira não tiver esse documento, peça o modelo da SINTER/UFSC, providencie-o junto à universidade estrangeira e o traga para o Brasil quando voltar; iii) ementas das disciplinas (carimbadas e/ou assinadas) por cada departamento envolvido; iv) proof of arrival + proof of departure originais.

18-    DAE encaminha à Coordenadoria do ECA processo para análise de revalidação de disciplinas.

 

 

SOBRE CONCEITOS, REVALIDAÇÃO DE DISCIPLINAS E DE ATIVIDADES

A equivalência das disciplinas que o aluno cursou fora não é dada automaticamente pelo simples fato de o aluno ter feito o CSF. As disciplinas que por ventura se julguem adequadas para se requerer uma equivalência devem ter o pedido encaminhado como um processo normal de pedido de equivalência. Assim, após cursá-las e retornar ao Brasil, o aluno deve montar processo próprio no DAE, que por sua vez o encaminhará à Coordenação do Curso para ser analisada em Colegiado de Curso.

 

Isso inclui a disciplina de estágio obrigatório. Porém, para isso, desde o início das atividades, o aluno deverá seguir os procedimentos descritos para essa modalidade de estágio, disponível no link (http://automacao.ufsc.br/c/1/5), excluindo a matrícula na disciplina de estágio obrigatório.

 

Todos os alunos matriculados em Intercâmbio I e II ficam com conceito “I” até o momento de voltarem. Ao retornarem à UFSC, deverão regularizar isso direta e pessoalmente junto ao Coordenador de Intercâmbio do ECA/DAS, Prof. Ricardo Rabelo, apresentando o plano inicialmente aprovado de trabalho e os devidos comprovativos oficiais de cumprimento. Só a partir disto é que o Coordenador de Intercâmbio substituirá o conceito “I”.

 

 

ALTERAÇÕES

Qualquer ação relacionada a se alterar o plano de estudos original do Intercâmbio deve ser feita com o prévio e expresso consentimento do Coordenador do Curso.

 

 

PRORROGAÇÃO DO INTERCÂMBIO

Caso a aluno deseje prorrogar o intercâmbio, deverá antes verificar junto ao gabinete de relações internacionais da universidade estrangeira se é possível a prorrogação do intercâmbio e do visto de estudante no País de destino. Em caso positivo:

1-    Informar-se sobre os procedimentos de prorrogação junto à universidade estrangeira;

2-    Proceder de acordo com as orientações recebidas de modo a ser aceito novamente na universidade estrangeira.

3-    Se rematricular na disciplina de Intercâmbio (ver passo 5 ou 6 anteriores), explicitando que se trata de prorrogação;

4-    Solicitar a prorrogação através do site da SINTER:

          i.     Acesse sua candidatura no sistema online de inscrição. Vá em “candidaturas anteriores” e clique em “prorrogar”;

        ii.     Insira as novas disciplinas (plano de estudos para o segundo semestre de inscrição) e envie os dados ao sistema;

      iii.     sistema envia um e-mail automático ao coordenador informando-o da prorrogação. Cabe ao coordenador de curso acessar o sistema, analisar e aprovar (ou não) o pedido de prorrogação.

5-    Aguardar aprovação do coordenador de curso no sistema de inscrição;

6-    Avisar a SINTER por e-mail ou telefone da aprovação;

7-    Se necessário, a SINTER comunicará a universidade estrangeira, através de um memorando, a aprovação do pedido de prorrogação do aluno.

 

O procedimento deve ser feito nas seguintes datas:

 

PRORROGAÇÃO PARA O 1º SEMESTRE (UFSC)

PRORROGAÇÃO PARA O 2º SEMESTRE (UFSC)

até 1º de novembro

até 1º junho

 

Essas são as datas ‘padrão’. É importante que o aluno averigue eventuais modificações no site da SINTER.

 

 

CANCELAMENTO

Qualquer ação relacionada a uma intenção de cancelar o Intercâmbio deve ser feita com o prévio e expresso consentimento do Coordenador do Curso e do Coordenador de Intercâmbio. Posteriormente, o aluno deve:

-   Entrar no sistema online de inscrição com matrícula e senha do CAGR;

-   Ir em “Candidaturas Anteriores”;

-   Clicar em “Desistir”;

-  Preencher o campo explicando o motivo da desistência.

 

Observação: A SINTER poderá impedir a inscrição do aluno em intercâmbio por dois semestres subsequentes se este desistir do intercâmbio sem apresentação de comprovado motivo de força maior.

 

 

 

Qualquer problema ou dúvida de cunho legal-burocrático deve ser procurado diretamente a SINTER, ou pelo email da SINTER csf@contato.ufsc.br.

 

 

 

ENDEREÇO PARA ENVIO DE DOCUMENTOS OU CONTATO NO DAS

Para: Prof. Ricardo J. Rabelo

UFSC / CTC / DAS

Coordenadoria de Estágios do DAS

Florianópolis – SC, Brazil

Caixa Postal: 476

CEP: 88040-900

 

Telefone: (+ 48) 3721-7676/ 3721-9934

Email: ricardo.rabelo@ufsc.br e secretariaestagio@das.ufsc.br

 

 

 

Em 25/07/2013

 

Prof. Ricardo J. Rabelo

Coordenador de Estágios, Intercâmbios e PFCs do DAS/ECA